fbpx

Rinite em bebê: quais os cuidados e como limpar o narizinho?

4 minutos para ler

A rinite em bebê é um dos problemas mais comuns do sistema respiratório na primeira infância. Trata-se de uma inflamação no nariz do bebê que, embora não tenha consequências graves, exige certos cuidados para garantir maior bem estar do bebê.

Entre as principais causas da rinite em bebê estão a poeira, a poluição das grandes cidades, os pelos de animais e a inalação de fumaça — processos em que o bebê entra em contato com substâncias desconhecidas até então pelo seu corpinho — causando excesso de produção de histamina, que desencadeia sinais de alergia respiratória.

Sabendo que ela pode acometer os bebês desde o nascimento até seus primeiros anos, reunimos, neste post, as principais informações para que você saiba quais são os principais sintomas, como cuidar do bebê com rinite e como preveni-la. Confira!

Quais os principais sintomas da rinite em bebê?

Não é difícil perceber os primeiros sintomas da rinite em bebê, afinal, eles são bem específicos e normalmente ocorrem de forma simultânea. Os principais sintomas são:

  • obstrução nasal;
  • tosse;
  • espirros;
  • coceira na região facial;
  • olhos lacrimejantes.

O diagnóstico da rinite em bebê pode ser feito em uma consulta com o pediatra, que vai acompanhar o andamento da doença a fim de entender se a rinite é:

  • infecciosa: causada por uma infecção viral;
  • alérgica estacional: alergia ao pólen comum na primavera e no verão;
  • alérgica não estacional: quando a alergia acontece ao longo do ano todo;
  • vasomotora: ocorre pela dilatação dos vasos sanguíneos da mucosa do nariz;
  • hormonal: ligada à diabetes infantil ou em alterações na tireoide.

Como limpar corretamente o narizinho do bebê com rinite?

Para ajudar o bebê com rinite a minimizar os sintomas e se livrar do processo inflamatório, a limpeza do narizinho é essencial e deve ser feita várias vezes ao dia. Para isso, reunimos algumas dicas de como você pode ajudar o seu bebê a minimizar os sintomas da rinite.

Ofereça banhos mornos ao bebê

O vapor liberado em banhos quentes contribui para a desobstrução do nariz da criança, eliminando as principais secreções que dificultam a respiração.

Aplique soro fisiológico

O soro fisiológico não tem contraindicação, pois se trata de um fluído natural que não tem efeitos colaterais. Por isso, ele pode ser usado de 2 a 3 vezes por dia desde os primeiros dias de vida do bebê. O ideal é espirrar o soro com um spray adequado para bebês, facilmente encontrado em farmácias, evitando fazer a aplicação com seringas e outros materiais impróprios, que podem fazer com que o bebê se afogue ou tenha lesões na mucosa do nariz.

Use umidificadores de ar no quarto do bebê

Os umidificadores contribuem para que o nariz do bebê se mantenha hidratado durante as estações mais secas do ano. O ideal é ligá-lo pelo menos meia hora antes do soninho do bebê, tanto durante o dia quanto à noite.

Quais os cuidados para evitar a rinite em bebês?

A rinite em bebês pode ser evitada com alguns simples cuidados caseiros, tais como:

  • tirar pó da casa diariamente;
  • manter os ambientes arejados;
  • trocar a roupa de cama semanalmente;
  • evitar brinquedos, roupas e cobertores com pelos;
  • evitar arranjos de flores secas na casa;
  • entre outros.

Embora esses cuidados sejam efetivos para prevenir a rinite em bebês, é necessário ter acompanhamento médico para evitar a recorrência dos processos alérgicos no bebê. Caso isso aconteça, o pediatra deve sugerir um tratamento mais específico com medicamentos para diminuir os sintomas da rinite no bebê.

E então, gostou das nossas dicas sobre rinite em bebê? Quer ter acesso a mais conteúdos que vão ajudá-la em sua jornada na maternidade? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro dos próximos artigos!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Rinite em bebê: quais os cuidados e como limpar o narizinho?

Deixe um comentário